Tributos sobre o comércio de vestuário: como recolher com agilidade?

Por:
4 minutos de leitura
comércio de vestuário

NESTE ARTIGO VOCE VAI VER:

Saiba como a tecnologia pode ajudar seu comércio de vestuário a ter mais agilidade nas rotinas fiscais e elevar a eficiência operacional.

Deseja baixar o artigo em PDF?

O recolhimento ágil dos tributos é essencial para a fluidez das operações de um comércio de vestuário. Mais do que garantir o cumprimento das obrigações legais, essa rapidez também reflete na agilidade para o envio das mercadorias e redução de custos.

Entretanto, muitas empresas ainda precisam lidar com o recolhimento das guias manualmente. Especialmente em vendas interestaduais, esse pode ser um fator com várias implicações negativas.

Mas, afinal, como um comércio de vestuário pode recolher os tributos com mais agilidade? Descubra logo a seguir!

Quais são os tributos que devem ser recolhidos pelo comércio de vestuário?

Uma empresa de comércio de vestuário deve recolher vários tributos, incluindo:

  1. Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) – é um imposto estadual que incide sobre a venda de mercadorias. O valor varia de acordo com o estado em que a empresa está localizada e a alíquota correspondente.
  2. Programa de Integração Social (PIS) – é uma contribuição federal que incide sobre o faturamento da empresa. A alíquota é de 0,65% ou 1,65%, dependendo do regime tributário adotado pela empresa.
  3. Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (COFINS) – é uma contribuição federal que incide sobre o faturamento da empresa. A alíquota é de 3% ou 7,6%, dependendo do regime tributário adotado pela empresa.
  4. Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ) – é um imposto federal que incide sobre o lucro da empresa, com uma alíquota de 15% ou 25%.
  5. Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) – é uma contribuição federal que incide sobre o lucro da empresa. A alíquota é de 9% ou 15%, variando conforme o regime tributário adotado pela empresa.

Além desses tributos, o comércio de vestuário também deve recolher outras contribuições sociais e trabalhistas, como o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), por exemplo.

Entre eles, o grande destaque é o ICMS – que é o imposto que incide sobre todas as operações de vendas realizadas. Nas vendas interestaduais, também é preciso calcular a diferença entre as alíquotas interna e interestadual do ICMS – chamado de Diferencial de Alíquota ou DIFAL.

comércio de vestuário

Desafios no recolhimento de tributos para comércio de vestuário

Acabamos de avaliar quais são os tributos que devem ser recolhidos por uma empresa varejista. Em meio a tantas obrigações, o grande desafio é garantir a emissão e pagamento das guias com rapidez.

Uma empresa que realiza diversas vendas interestaduais diariamente precisa emitir dezenas de guias tributárias para que os caminhões possam deixar a empresa e seguir para o seu destino. Quanto antes essas guias forem emitidas e pagas, mais rápido será todo o processo.

Por outro lado, a ineficiência nesse processo leva à lentidão nas entregas. Mais do que isso, pode resultar em caminhões parados em barreiras fiscais – gerando multas, juros e outros custos extras.

Automação: a chave para a agilidade no recolhimento de tributos

Para lidar com os desafios tributários, muitas empresas do varejo já usam uma tecnologia transformadora: o RPA fiscal. Com o uso das novas tecnologias, tarefas manuais dão lugar a processos automatizados e geram diversos benefícios no dia a dia de trabalho.

O Robotic Process Automation – RPA, quando empregado na área fiscal e tributária, refere-se à automação dos processos fiscais.

A geração de guias para recolhimento de tributos, pagamento de impostos e o cumprimento das obrigações fiscais estão entre as atividades que podem ser executadas sem a necessidade de intervenção humana.

Na prática, são vários os benefícios que as empresas de comércio de vestuário podem aproveitar ao incorporar a automação fiscal:

1. Aumento da produtividade no setor fiscal

O processo de apuração de tributos, emissão das guias e seu pagamento toma bastante tempo, certo? Ao usar a automação fiscal, esses processos podem ser realizados de forma automática – sem intervenção humana.

Com isso, a equipe do setor fiscal fica livre para realizar outras funções. Ou seja, cada uma das tarefas realizadas automaticamente por um software de automação gera um ganho de produtividade dentro do departamento fiscal.

2. Redução de custos

Você já efetuou um pagamento de guia em duplicidade? Ou recolheu incorretamente um tributo? Essas são situações que levam a um gasto desnecessário no seu comércio de vestuário e envolvem uma grande burocracia para conseguir “reverter”.

Uma solução de automação fiscal garante que as atividades manuais e repetitivas sejam executadas sem a necessidade de intervenção humana. Por conta disso, também ocorre uma redução de falhas – garantindo que os processos sejam executados com precisão.

3. Armazenamento seguro dos documentos fiscais

Além de agilizar as rotinas do departamento fiscal, um software de automação fiscal também armazena todos os documentos processados. Trata-se de uma maneira de garantir a segurança desses dados – além de facilitar o acesso para as pessoas autorizadas.

4. Garantia do compliance fiscal

Cumprir todas as obrigações fiscais é um dos grandes objetivos de qualquer empresa, e no comércio de vestuário não seria diferente. Porém, esse é um exercício que envolve muitos fatores. E uma solução de automação fiscal pode ajudá-lo nessa missão.

Garantir o compliance fiscal é importante não apenas para minimizar gastos e manter a empresa em situação regular, mas também para a reputação da organização no mercado. Manter-se longe de complicações legais certamente tornará a marca mais atrativa para clientes, fornecedores e parceiros.

5. Ciclo de vendas mais ágil

Você já teve problemas com caminhões parados em barreiras fiscais? Essa é uma complicação que pode ser causada por falhas na documentação necessária. Como consequência, ocorre um atraso nas entregas e a experiência do cliente fica comprometida.

A emissão, pagamento e envio automático das guias tributárias evita mercadorias barradas e reduz o tempo de operação. Ou seja, um software de automação fiscal, como o Dootax Pagamento de Tributos, reduz drasticamente as chances de ter seus produtos parados por dias em postos fiscais.

Você gostou das dicas para recolher os tributos sobre o comércio de vestuário com mais agilidade? Quer saber mais sobre a automação fiscal? Descubra por que é a hora de automatizar o recolhimento de GNRE!

Visited 56 times, 1 visit(s) today

Quer saber como podemos ajudar você no recolhimento de tributos?

Preencha o formulário e converse com nossos especialistas.

1
2

VEJA TAMBÉM

Tempo de leitura: 4 min Sabia que a automação fiscal pode contribuir para uma boa experiência do cliente? Descubra as vantagens de automatizar o recolhimento de tributos com a Dootax.

Newsletter

Quer receber os melhores conteúdos fiscais
diretamente no seu e-mail?