ICMS-ST também não integra a base de PIS e COFINS

Por:
2 minutos de leitura
ICMS-ST não integra base da PIS e da COFINS

NESTE ARTIGO VOCE VAI VER:

Deseja baixar o artigo em PDF?

De acordo com o entendimento do juiz Ricardo Nüske, da 13ª Vara Federal de Porto Alegre, em decisão proferida em junho de 2018, o ICMS-ST não integra o patrimônio do contribuinte e por isso não pode ser incluído na base de PIS e COFINS.

Já explicamos anteriormente em detalhes o ICMS-ST, onde a responsabilidade de recolhimento do imposto devido é de quem vende a mercadoria e também sobre PIS e COFINS, impostos federais. Clique nos links destacados para ter um entendimento melhor sobre cada tributo.

Para entender melhor a decisão de que o ICMS-ST não integra a base de PIS e COFINS, continue a leitura.

ICMS-ST fora da base de PIS e COFINS

O juiz realizou essa determinação baseado na decisão do Supremo Tribunal Federal de retirar o ICMS da base de cálculo das contribuições sociais federais. De acordo com a decisão tomada no Recurso Extraordinário 574.706, as contribuições incidem sobre faturamento das empresas, e o valor recebido como ICMS é apenas o repasse do tributo e não compõe o patrimônio da empresa.

“O valor repassado pelo substituído ao substituto a título de ICMS-ST não consubstancia custo de aquisição da mercadoria, senão repercussão jurídica e econômica do valor pago antecipadamente pelo substituto, que é devido e calculado em função de operação futura, a ser praticada pelo substituído, ou seja, pelo próprio adquirente. Portanto, o ICMS-ST deve ser excluído da base de cálculo do PIS e da Cofins” – afirmou Ricardo Nüske.

Base de PIS e COFINS
Foto de Daniel Dan/Pexels

Leia também: CAT 42/2018

Sem compensação

A empresa autora do mandado de segurança também havia pedido compensação tributária dos pagamentos indevidos de PIS e COFINS sobre o ICMS-ST, com acréscimo da taxa Selic.

Esse pedido porém foi indeferido pelo juiz. Segundo sua decisão, a 1ª Turma do TRF-4, em julgado recente sobre a matéria, firmou entendimento no sentido de que à compensação dos tributos recolhidos a maior, só pode ser admitida após o trânsito em julgado. De acordo com o artigo 170-A do Código Tributário Nacional.

Veja aqui a decisão completa do juiz Ricardo Nüske sobre a exclusão do ICMS-ST da base de PIS e COFINS.

Visited 346 times, 1 visit(s) today

Quer saber como podemos ajudar você no recolhimento de tributos?

Preencha o formulário e converse com nossos especialistas.

1
2

VEJA TAMBÉM

Tempo de leitura: 3 min Neste artigo você vai conferir como gerar guia GNRE mais rápido para obter um salto de desempenho. Acompanhe!

Newsletter

Quer receber os melhores conteúdos fiscais
diretamente no seu e-mail?