Como emitir os principais tipos de notas fiscais?

Por:
3 minutos de leitura
tipos de notas fiscais

NESTE ARTIGO VOCE VAI VER:

Deseja baixar o artigo em PDF?

Se você quer aprender a emitir os principais tipos de notas fiscais, está no lugar certo. Confira o passo a passo.

O processo de emissão de notas fiscais faz parte da rotina de qualquer empresa, certo? Apesar disso, são muitas as dúvidas que podem surgir sobre o assunto – especialmente quando consideramos os diferentes tipos de notas fiscais que existem no Brasil.

A nota fiscal que deve ser emitida varia conforme as atividades desenvolvidas pela empresa, o consumidor e o local em que a organização está localizada. Trata-se de um processo que demanda uma atenção especial para evitar complicações.

Mas quais são os principais tipos de notas fiscais e como emiti-las? Confira logo a seguir!

O papel das notas fiscais

As notas fiscais são documentos que devem ser emitidos pelas empresas quando ocorre uma transação comercial. Sua principal finalidade é registrar todas as operações de vendas e informá-las para o Fisco.

Na prática, a nota fiscal identifica o produto/serviço, valor da venda, tributos recolhidos e partes envolvidas. Além disso, esses documentos também servem como base para a realização de outras declarações contábeis e para controles internos da organização.

Os diferentes tipos de notas fiscais

Quando falamos de emissão de NF, é preciso reconhecer os diferentes tipos de notas fiscais que podem ser emitidos por uma empresa. Eles incluem:

  • Nota Fiscal Eletrônica (NF-e). Esse é o documento padrão que atesta a venda para consumidores finais – sejam pessoas físicas ou empresas.
  • Nota Fiscal Eletrônica de Serviços (NFS-e). A versão da nota fiscal usada por prestadores de serviço, para comprovar a legalidade dos seus contratos;
  • Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica (NFC-e). A NF que substitui o cupom fiscal e tem a função de registrar uma venda feita para consumidores finais.
  • CF-e/SAT. No estado de São Paulo é usado o Cupom Fiscal eletrônico em substituição aos equipamentos ECF (Emissor de Cupom Fiscal). Isso é feito por meio do SAT (Sistema Autenticador e Transmissor de Cupons Fiscais Eletrônicos), que documenta as operações comerciais dos contribuintes varejistas.
Tipos de notas fiscais
Foto de Karolina Grabowska – Pexels

Como emitir os principais tipos de notas fiscais?

Acabamos de ver quais são os principais tipos de notas fiscais. Mas como é feita a emissão desses documentos? Veja só um passo a passo:

1. Descubra qual dos tipos de nota fiscal você deve emitir

O primeiro passo é justamente identificar qual é o tipo de nota fiscal que deve ser emitido. Para isso, você deve avaliar:

  • Quais são as atividades desenvolvidas pela sua empresa (serviço ou comércio);
  • O tipo de consumidor (consumidor final ou não);
  • Localização da empresa.

2. Tenha um certificado digital e cadastro fiscal

Um certificado digital é essencial para que seja possível emitir uma nota fiscal. Esse certificado funciona como uma assinatura digital para pessoas jurídicas – permitindo identificar quem está emitindo o documento fiscal.

Além disso, você também precisa de um cadastro fiscal junto ao governo. A forma de fazer isso depende das atividades desenvolvidas pela sua empresa.

O cadastro de nota fiscal para empresas de comércio deve ser feito na Secretaria de Estado da Fazenda (SEFAZ) do seu estado. Já o cadastro de empresas prestadoras de serviços é realizado na prefeitura da cidade.

3. Utilize um emissor de nota fiscal eletrônica

O próximo passo para emitir notas fiscais é usar um software emissor de nota fiscal. Neste momento, você tem duas opções:

  • Usar o emissor gratuito de nota fiscal eletrônica oficial do SEFAZ (NF-e) ou da prefeitura local (NFS-e);
  • Usar um sistema nota fiscal eletrônica próprio integrado ao sistema do governo.

Hoje existem soluções fiscais que realizam a emissão de vários tipos de notas fiscais em um só lugar.

4. Comece a fazer a emissão de notas fiscais

Por fim, você está preparado para começar a emissão de notas fiscais. Para isso, você deve abrir o emissor de NF-e preencher os dados do documento – que incluem:

  • Dados da sua empresa;
  • Dados do cliente;
  • Descrição dos produtos ou serviços;
  • Valor da operação;
  • Dados dos tributos recolhidos.

Leia também: 5 erros na gestão de notas fiscais e como evitar

Simplifique sua rotina com um programa para emitir nota fiscal

Independentemente dos tipos de notas fiscais emitidos pela sua empresa, é possível simplificar sua rotina usando um programa para emissão desses documentos. O Dootax Emissor DFe faz a emissão de NF-e, NFC-e, CF-e/SAT e NFS-e em uma única plataforma, com total segurança. A partir disso, são vários os benefícios para a sua empresa:

  • Integração facilitada com os principais sistemas do mercado;
  • Autonumeração de DFe;
  • Plataforma intuitiva e segura;
  • Geração de relatórios e configuração de alertas;
  • Migração facilitada.

Com criptografia de dados e controle de permissões de usuários, a plataforma da Dootax é a opção com melhor custo-benefício disponível hoje para geração dos diferentes tipos de notas fiscais. Além de todas essas vantagens, a Dootax oferece um atendimento personalizado pré e pós-venda e um suporte com SLA e opção 24/7.

Você gostou das informações sobre a emissão dos principais tipos de notas fiscais? Quer entender melhor a importância de um programa para emitir NF? Então, confira este artigo que preparamos para você!

Visited 73 times, 1 visit(s) today

Quer saber como podemos ajudar você na emissão de notas fiscais?

Preencha o formulário e converse com nossos especialistas

1
2

VEJA TAMBÉM

Tempo de leitura: 4 min Emitir nota fiscal eletrônica é uma rotina que requer atenção para evitar problemas com o Fisco. Mas, afinal, vale a pena investir em um software?

Tempo de leitura: 3 min Afinal, vale a pena investir em um sistema de nota fiscal? Se você está em dúvida, não deixe de conferir este conteúdo.

Newsletter

Quer receber os melhores conteúdos fiscais
diretamente no seu e-mail?