Como consultar CTe? Confira o passo a passo

Por:
3 minutos de leitura
Consultar CTe

NESTE ARTIGO VOCE VAI VER:

Confira dicas para consultar CTe (Conhecimento de Transporte Eletrônico) e saiba como arquivar esse documento de forma segura.

Deseja baixar o artigo em PDF?

Criado para substituir vários documentos fiscais em papel, o Conhecimento de Transporte Eletrônico (CTe) faz parte da rotina das empresas que realizam operações de transporte de carga. Mas como consultar CTe?

O objetivo com a criação do CTe foi simplificar o registro, para fins fiscais, da prestação de serviço de transporte de cargas realizada por qualquer modal. Trata-se de um documento em formato eletrônico que torna essas informações mais acessíveis para o poder público.

Mesmo com a possibilidade de acesso digital às informações, muitos profissionais enfrentam complicações para consultar CTe. Para ajudar você, preparamos um passo a passo completo. Confira!

Consultar CTE

O que é CTe (Conhecimento de Transporte Eletrônico)?

O Conhecimento de Transporte Eletrônico (CT-e) é um documento fiscal eletrônico usado para registrar a execução de serviços de transporte de cargas. Ele funciona de uma forma semelhante à Nota Fiscal eletrônica (NFe) – com a emissão de um documento em formato XML.

O CT-e surgiu como a versão eletrônica de diferentes documentos de Transporte de Carga que eram emitidos em papel:

  • Conhecimento de Transporte Rodoviário de Cargas, modelo 8;
  • Conhecimento de Transporte Aquaviário de Cargas, modelo 9;
  • Conhecimento Aéreo, modelo 10;
  • Conhecimento de Transporte Ferroviário de Cargas, modelo 11;
  • Nota Fiscal de Serviço de Transporte Ferroviário de Cargas, modelo 27;
  • Nota Fiscal de Serviço de Transporte, modelo 7, quando utilizada em transporte de cargas.

O CTe deve ser emitido sempre que houver uma prestação de serviço de transporte de cargas – tanto entre estados quanto entre municípios. A exceção fica por conta das empresas que transportam a própria carga, com motoristas próprios, que estão dispensadas dessa exigência.

Mais do que representar uma obrigação legal, o Conhecimento de Transporte Eletrônico também reduz o tempo de permanência nos postos fiscais de fronteira. Por possuir validade em todo o território nacional, ocorre uma descomplicação no transporte de cargas entre estados. Basta que as cargas estejam acompanhadas das NFes e dos CTes.

Consultar CTe

Como é feita a emissão do CTe?

Em 2018, o software emissor de CTe da Sefaz foi descontinuado. Por conta disso, tornou-se necessário encontrar um software para fazer a emissão do Conhecimento de Transporte Eletrônico. E a escolha da ferramenta ideal é o primeiro passo para conseguir emitir o CTe.

Para que você consiga realizar a emissão do Conhecimento de Transporte eletrônico (CTe), é preciso cumprir alguns requisitos:

  • Credenciamento na Sefaz do seu estado;
  • Possuir um Certificado Digital válido;
  • Estar em dia com todas as obrigações da Receita Federal e da Sefaz;
  • Homologação no sistema de teste da Sefaz;
  • Configuração correta do software de emissão do CTe.

Agora que você já sabe o que é preciso para emitir o documento, vamos entender como funciona o processo para consultar CTe.

Passo a passo para consultar CTe

Consultar CTe é um processo que contribui para evitar problemas com o Governo. Trata-se de uma rotina para monitorar os documentos fiscais e avaliar se o CNPJ da sua empresa não está em situação irregular por alguma inconsistência no cumprimento das obrigações.

É importante destacar que a consulta completa do CTe está disponível somente para os participantes da operação comercial descritos no documento eletrônico: remetente, destinatário, expedidor, recebedor, tomador e terceiros informados.

Para consultar CTe, siga os seguintes passos:

1. Acesse o Portal do Conhecimento de Transporte Eletrônico da Sefaz;

2. Clique na opção “Consultar CT-e”;

3. Informe a Chave de Acesso do CT-e;

4. Serão exibidos todos os dados do CT-e.

Acerte no armazenamento dos seus documentos

Além de emitir e consultar CTe corretamente, é preciso manter esses documentos armazenados em segurança. Assim, você pode ficar preparado para possíveis fiscalizações – evitando complicações que poderiam ocasionar multas ou suspensão de suas atividades.

A resposta para a melhor maneira de armazenar os CTes está na tecnologia. Por ser um documento emitido digitalmente, ele também fica salvo em um ambiente eletrônico. O mais interessante nessa situação é explorar recursos online de armazenamento de dados e informações fiscais.

Em vez de imprimir e guardar pilhas de documentos, você pode ter tudo organizado em um arquivo digital. Assim, torna-se possível centralizar as informações, aumentar a segurança no armazenamento, economizar tempo para análise fiscal e contábil das atividades e ainda garantir o compliance fiscal.

Você gostou das dicas para consultar CTe? Quer saber mais sobre as melhores práticas para armazenar seus documentos fiscais? Descubra como armazenar CTe com segurança.

Visited 140 times, 1 visit(s) today

Quer saber como podemos ajudar você no armazenamento de NF-e e CT-e?

Preencha o formulário e converse com nossos especialistas.

1
2

VEJA TAMBÉM

Tempo de leitura: 3 min Você sabia que as notas frias emitidas por terceiros podem prejudicar a sua empresa? Saiba mais sobre elas e descubra como identificá-las.

Tempo de leitura: 3 min Organizar notas fiscais de forma segura é essencial para evitar a perda de documentos e problemas com o Fisco. Descubra a forma ideal de armazenar.

Tempo de leitura: 4 min Você já conhece todos benefícios do armazenamento de NFe na nuvem? Saiba por que sua empresa deveria investir em uma solução fiscal.

Newsletter

Quer receber os melhores conteúdos fiscais
diretamente no seu e-mail?