Blog

Qual a diferença entre o departamento fiscal e Tributário?

Tempo de leitura: 4 minutos

Compreender quais são as atividades próprias do departamento fiscal e do departamento tributário é fundamental para que uma empresa consiga otimizar ambas rotinas. Existem muitos procedimentos burocráticos e processos internos importantes não só para o cumprimento das obrigações legais, mas também por conta da efetividade ao lidar com as informações.

Apesar da semelhança entre as atividades desempenhadas, as empresas que conseguem enxergar claramente o papel desempenhado pelo departamento fiscal e pelo departamento tributário são capazes de estruturar melhor suas rotinas internas. Além disso, esse é o melhor caminho para integrar as atividades desenvolvidas em cada um dos setores.

Ao longo deste artigo veremos quais são as principais diferença entre o departamento fiscal e o departamento tributário. Acompanhe.

O que faz o departamento fiscal?

O Brasil é um país que possui uma complexa legislação fiscal que está em atualização constante, certo? Para garantir que a empresa esteja sempre atualizada e consiga cumprir todas as obrigações legais, o departamento fiscal fica responsável por realizar essas rotinas.

É o departamento fiscal que fica responsável pelo recebimento físico e fiscal das mercadorias – acompanhando desde a entrada do caminhão na empresa até a sua escrituração adequada no sistema. Sem esse procedimento realizado da forma correta, todo o processo produtivo da empresa fica comprometido – afinal, a ausência da escrituração gera controles desatualizados.

Além de desempenhar esse papel de receber mercadorias e fazer a escrituração, o departamento fiscal também fica responsável por diversas outras atividades. Veja as principais delas:

  • Conferência de toda documentação fiscal;
  • Lançamentos fiscais de entradas e saídas – além de emissão de notas fiscais de devolução, remessa para conserto e industrialização;
  • Acompanhamento da legislação tributária para manter a empresa sempre atualizada;
  • Apuração de tributos como o ICMSICMS-ST, IPI, ISS;
  • Escrituração fiscal das atividades da empresa;
  • Análise dos dados cadastrais dos fornecedores junto ao Fisco;
  • Auxílio na determinação de classificação fiscal de novos produtos comercializados;
  • Entrega de obrigações como Sped Fiscal e Dime.
departamento fiscal
Photo by Acharaporn Kamornboonyarush from Pexels

O que faz o departamento tributário?

O departamento tributário exerce uma função que complementa o departamento fiscal: administra os tributos e garante a continuidade das atividades da empresa. Enquanto o setor fiscal garante a escrituração de toda documentação fiscal, o departamento tributário apura os tributos de acordo com os dados inseridos no sistema.

Entretanto, o departamento tributário não fica responsável somente pela apuração e administração dos tributos exigidos. Também é de grande importância que esse setor garanta a continuidade do negócio através do acompanhamento das atualizações que afetam as atividades desenvolvidas e respeitando todas as obrigações acessórias impostas pela União, Estados e Municípios.

Além disso, o departamento tributário ganhou grande destaque dentro das organizações brasileiras por conta da sua responsabilidade sobre a administração de impostos, taxas e contribuições. Com base nesses dados, torna-se possível criar um planejamento tributário que é capaz de reduzir a carga tributária da empresa.

Veja as principais atividades desenvolvidas pelo departamento tributário:

  • Apuração e preenchimento das guias para pagamento dos tributos devidos pela empresa;
  • Auxílio na escrituração fiscal das atividades da empresa;
  • Controle dos prazos para realização dos pagamentos devidos;
  • Elaboração e entrega de obrigações acessórias;
  • Planejamento tributário para estudo das melhores alternativas de redução da carga tributária;
  • Auxílio na apuração e registro do lucro tributável;
  • Auxílio no registro contábil das provisões tributárias.

Diferença entre departamento fiscal e tributário

De forma geral, é possível destacar que o departamento fiscal é responsável por atividades mais operacionais que estão relacionadas ao cumprimento das obrigações criadas pelo Fisco. Já o departamento tributário possui atribuições mais ligadas ao recolhimento dos tributos e exerce um papel mais estratégico na gestão empresarial.

Ambas atividades são fundamentais para que uma empresa consiga cumprir todas as suas obrigações e se mantenha competitiva no mercado. Entretanto, o ideal é buscar a integração entre essas atividades para que os processos internos funcionem de forma natural – permitindo que as informações sejam trabalhadas de maneira adequada.

Se o departamento fiscal consegue colocar em prática o papel de receber mercadorias e fazer a escrituração corretamente, o departamento tributário encontra facilidade em apurar os tributos que devem ser recolhidos e ajuda na compreensão da lucratividade do negócio. Dessa forma, toda a organização sai ganhando.

cnd-cta-1

Automação de processos no departamento fiscal

Atualmente, a maior parte de processos repetitivos e manuais são realizados por soluções digitais de automação de processos e não mais pelo trabalho humano, esta evolução garante alcançar melhores resultados dentro do departamento fiscal.

Empresas que já agregaram ferramentas tecnológicas de automação eliminaram os custos ao mesmo tempo que aumentaram a produtividade.

Dootax faz parte desta revolução digital e desenvolveu uma solução que realiza a emissão e pagamento de tributos municipais, estaduais e federais, evitando a digitação manual de informações. Entre em contato para uma apresentação e conheça todas as vantagens para sua empresa.

Você já conhecia a diferença entre o departamento fiscal e o departamento tributário? Ficou com alguma dúvida sobre o assunto? Deixe o seu comentário!

(Visited 629 times, 1 visits today)
Compartilhe
Sobre o autor

Thiago Souza

2 comentário(s)
  1. Ivaldo Rocha disse:

    Gostaria de saber o autor e data desse texto, gostaria de citá-lo no meu TCC, achei uns trechos interessante para o que preciso

    1. Carlos Lima disse:

      Olá, Ivaldo. Tudo bem com você? O nome do autor é Thiago Moraes de Souza e a data de publicação desta matéria é 28 de de agosto de 2018.

Deixe uma resposta

Posts relacionados

PERT: Programa Especial de Regularização Tributária
PERT: Programa Especial de Regularização Tributária

Você conhece o Programa Especial de Regularização Tributária (PERT)? Descubra agora como ele funciona e quais as implicações da adesão.

Entendendo a Substituição Tributária
Entendendo a Substituição Tributária

Afinal, o que é Substituição Tributária e quando ela se aplica? Neste artigo, você vai entender como funciona essa forma de contribuição.

Entenda o ISS
Entenda o ISS

Entenda como funciona o ISS (Imposto sobre Serviços) e evite complicações no seu recolhimento dentro das exigências legais.

Escritórios