Agilize o recolhimento de ICMS no e-commerce

Por:
3 minutos de leitura
ICMS no e-commerce

NESTE ARTIGO VOCE VAI VER:

Com automação, o recolhimento de ICMS no e-commerce fica muito mais simples e rápido. Conheça as vantagens do Dootax Pagamento de Tributos.

Deseja baixar o artigo em PDF?

Você quer descomplicar o recolhimento de ICMS no e-commerce? Para as lojas virtuais que vendem seus produtos para todo o Brasil, essa vem se tornando uma grande prioridade nos últimos anos.

Felizmente, a tecnologia está acompanhando essa necessidade. Com uma solução de automação, você consegue simplificar o recolhimento do ICMS. Tudo sem aumentar custos ou comprometer o tempo dos profissionais do setor fiscal.

Confira a seguir quais são os códigos de receita interestaduais, um passo a passo para a emissão de guias e como você pode descomplicar o recolhimento de ICMS no e-commerce utilizando automação fiscal.

ICMS no e-commerce
Cartão de visita foto criado por ijeab – br.freepik.com

Como funciona o recolhimento do ICMS no e-commerce?

O ICMS é um imposto que incide sobre a circulação de mercadorias em geral e sobre os serviços de transporte e de comunicação. Como os e-commerces comercializam mercadorias, esse é um tributo que incide sobre todas suas operações de vendas.

Para realizar o cálculo do ICMS, basta multiplicar a base de cálculo pela alíquota incidente sobre a operação. Entretanto, as operações internacionais possuem um fator mais complexo: o DIFAL (Diferencial de Alíquota) – que calcula a diferença das alíquotas quando o estado de origem possui uma alíquota de ICMS diferente do estado de destino.

Geralmente, o recolhimento do ICMS no e-commerce é feito por meio de um Documento de Arrecadação Estadual ou pelo DAS para as empresas do Simples Nacional. Já o recolhimento do DIFAL é feito pela Guia Nacional de Recolhimento Estadual (GNRE).

Veja quais são as etapas do recolhimento de ICMS no e-commerce:

  1. Gerar a Nota Fiscal Eletrônica;
  2. Imprimir duas vias da Nota Fiscal;
  3. Checar a tabela de alíquotas de ICMS – observando os estados envolvidos na transação;
  4. Calcular a diferença entre a alíquota interna e alíquota do estado destino;
  5. Entrar no site do SEFAZ e emitir guia para pagamento que vai para o estado do cliente;
  6. Imprimir guia GNRE;
  7. Pagar a guia GNRE;
  8. Imprimir o comprovante de pagamento;
  9. Juntar a Nota Fiscal, a GNRE paga e o comprovante de pagamento ao produto;
  10. Enviar o produto ao cliente.

Leia também: A tributação de ICMS no e-commerce

Tabela de código de receita para recolhimento do ICMS

No processo de pagamento do ICMS, é fundamental conhecer o código de receita para cada operação. Veja os principais recolhimentos interestaduais de ICMS para o e-commerce:


ICMS-ST (regra para vendas interestaduais B2B)DIFAL EC 87/2015 (regra para vendas interestaduais B2C)FECP (regra para vendas interestaduais B2C e B2B de determinados produtos)
GNRE (PE) (todos os estados, menos SP e ES)• Código de receita: 100099 (ICMS-ST por Operação) • Código de receita: 100048 (ICMS-ST por Apuração)• Código de receita: 100102 (DIFAL EC/87 por Operação) • Código de receita: 100110 (DIFAL EC/87 por Apuração)• Código de receita: 100129 (ICMS FECP por Operação) • Código de receita: 100137 (ICMS FECP por Apuração)
DUA (ES)• Código de receita: 137-6 (ICMS Substituição Tributária Contribuintes sediados fora do ES)Código de receita: 386-7 (ICMS – Diferencial de Alíquota EC/87)• Código de receita: 162-7 (ICMS – Fundo Estadual de Combate à Pobreza)
DARE (SP)• Código de receita: 2471 (ICMS-ST por Operação) • Código de receita: 2460 (ICMS-ST por Apuração)• Código de receita: 1016 (DIFAL EC/87 por Operação) Código de receita: 1028 (DIFAL EC/87 por Apuração)• Código de receita: 1041 (FECOEP por Apuração) • Código de receita: 1030 (FECOEP por Operação)
GR-PR (PR)xx• Código de Receita: 5037 (Fundo de Combate à Pobreza por Operação) • Código de Receita: 5045 (Fundo de Combate à Pobreza por Apuração)
Tabela de código de ICMS – Dootax

Descomplicando o recolhimento de ICMS no e-commerce

A tecnologia é sua grande aliada para descomplicar o recolhimento de ICMS no e-commerce. Com uma solução de automação fiscal, você pode fazer a emissão e o pagamento da GNRE de modo totalmente automático.

Veja como é simples recolher o ICMS com ajuda do Dootax Pagamento de Tributos:

  1. As informações das notas fiscais são importadas para o sistema;
  2. A ferramenta acessa os sites responsáveis pela emissão de cada guia e realiza o preenchimento automático de formulários e informações;
  3. Com uma integração com o banco, o pagamento das guias é feito de forma automática.

Dootax Pagamento de Tributos: sua solução para recolher o ICMS no e-commerce

Você ficou interessado em automatizar os processos no seu comércio eletrônico? O Dootax Pagamento de Tributos permite o recolhimento da GNRE, DARE e DUA de forma ágil e 100% automática.

Veja os principais benefícios do Dootax Pagamento de Tributos:

  • Emissão ágil. Emita 1000 guias tributárias em menos de 1 minuto.
  • Redução de erros humanos. 30% do retrabalho contábil pode ser eliminado com automação.
  • Economia. Reduza gastos com multas, juros e guias duplicadas.
  • Pensamento estratégico. Foque nas tarefas que realmente importam para seu negócio.
  • Guias de operação. Única solução do mercado que gera todas as guias por operação – nota a nota.

Quer aproveitar os benefícios da automação fiscal para e-commerce? Entre em contato com a gente!

Visited 328 times, 1 visit(s) today

Quer saber como podemos ajudar você no recolhimento de tributos?

Preencha o formulário e converse com nossos especialistas.

1
2

Veja uma demonstração de como emitir e pagar guias tributárias de forma ágil e 100% automática

Newsletter

Quer receber os melhores conteúdos fiscais
diretamente no seu e-mail?

Agilize processos
e reduza custos
com o Dootax
Pagamento de Tributos