Blog

Quais são os maiores desafios na gestão de empresas familiares?

Tempo de leitura: 3 minutos

A gestão de empresas familiares é um assunto que desperta a preocupação de muitos gestores. E essa preocupação não surge por acaso: segundo dados da PwC, apenas 12% das empresas familiares chegam à terceira geração e 1% à quinta geração.

Essa informação se torna ainda mais alarmante quando levamos em conta que mais de 90% das empresas brasileiras são familiares, segundo o IBGE. Para isso, são consideradas empresas familiares as companhias privadas controladas por membros da mesma família – passando de geração para geração.

Mas quais são os maiores desafios na gestão de empresas familiares que podem interferir na sua sobrevivência e sucesso ao longo dos anos? Confira logo a seguir!

Gestão de empresas familiares
Imagem de Gerd Altmann por Pixabay

Os 5 maiores desafios na gestão de empresas familiares

Descubra agora quais são os principais desafios enfrentados pelas empresas familiares e saiba como superá-los:

1. Planejamento de sucessão

As empresas familiares precisam ter uma estratégia bem definida e um plano para passar a companhia para a próxima geração. Um dos problemas comuns a serem superados é garantir que os herdeiros e líderes da empresa entendam claramente suas funções. Eles devem ser educados o suficiente para conduzir a empresa em direção ao lucro e ao crescimento.

Em uma empresa que não está associada a uma família, o gerenciamento é passado para os profissionais mais capacitados – mas isso nem sempre é verdade nas empresas familiares. Por isso, é essencial que ocorra um bom planejamento para que a organização seja gerenciada com sucesso após as sucessões.

2. Papéis pouco claros

As funções podem ser muito confusas em empresas familiares – especialmente quando vários membros da família trabalham na organização. Para garantir o sucesso na gestão de empresas familiares, é preciso buscar a clareza nas funções operacionais.

Defina as responsabilidades de cada função e discuta-as na equipe de liderança para que todos estejam em sincronia. Em seguida, certifique-se de que a equipe de liderança reforce tudo o que for acordado para que cada função seja respeitada e possa contribuir com valor para a organização.

3. Complicações com heranças

Quando a propriedade da empresa familiar é passada por herança, podem haver herdeiros envolvidos ativamente na liderança do negócio, herdeiros empregados em cargos de não liderança e outros que são proprietários passivos.

Um problema comum entre as várias categorias de proprietários é que os membros da família se sentem com direito a um retorno sobre seu patrimônio na forma de dividendos.

Eles também podem esperar ter empregos, independentemente de suas qualificações, ou até receber um salário sem realmente prestar um serviço útil. Gerenciar membros da família em uma empresa pode ser complicado, especialmente se os líderes da empresa desejarem usar os lucros da empresa para acelerar seu crescimento em vez de recompensar os acionistas.

4. Cultura da empresa

Os valores da família do proprietário muitas vezes se tornam os valores da empresa. Pesquisas sugerem que a “cultura do clã” prevalece nas empresas familiares, onde a lealdade e as tradições são altamente valorizadas. Esse tipo de cultura pode dificultar a permanência e o desenvolvimento de estranhos.

Para superar esse desafio na gestão de empresas familiares, é importante comunicar os valores da empresa a todos os funcionários. Outra boa prática é revisar esses valores para permanecer relevante no mercado, de modo que os não parentes não se sintam excluídos do que está acontecendo.

5. Adoção de tecnologias e a inovação

As empresas familiares podem ser mais resistentes a mudanças e inovação. Isso acontece devido ao sucesso construído ao longo dos anos associado a uma mentalidade de “em time que está ganhando não se mexe”. A partir disso, os líderes podem evitar reformulações nos processos a todo custo.

Atualmente, isso possui uma relação direta com a adoção da tecnologia. Afinal, estamos em um momento de transformação digital em que as novas tecnologias se tornam protagonistas no ambiente organizacional.

Quebrar essa barreira certamente é um desafio que precisa ser vencido para melhorar a gestão de empresas familiares. Isso abre portas para a incorporação de várias melhorias de ponta a ponta da empresa – desde maquinários para automatizar a produção até softwares que auxiliam em processos administrativos e fiscais.

Você já conhecia os maiores desafios na gestão de empresas familiares? Quer saber como reduzir custos com tributos na sua empresa? Então, descubra agora como fazer um planejamento tributário eficiente!

Calculadora de Tempo Desperdiçado
(Visited 40 times, 1 visits today)
Compartilhe
Sobre o autor

Alessandra Muniz

Deixe uma resposta

Posts relacionados

Entenda a 2ª fase da Reforma Tributária
Entenda a 2ª fase da Reforma Tributária

Afinal, quais são as mudanças propostas na 2ª fase da Reforma Tributária apresentada ao Congresso? Saiba o que esperar dessa nova etapa.

Como emitir GNRE?
Como emitir GNRE?

Neste artigo vamos esclarecer como emitir GNRE de duas maneiras: da forma manual tradicional e com o uso de uma solução digital para automação do processo. Confira!

NFCe Santa Catarina
NFCe Santa Catarina

A implementação da NFCe Santa Catarina finalmente está se tornando realidade. Mesmo com várias indefinições, o fato é que será implementada nos próximos anos.

Escritórios