Como gerenciar DT-e de forma simples?

Por:
3 minutos de leitura
Como gerenciar DT-e

NESTE ARTIGO VOCE VAI VER:

Veja agora como gerenciar DT-e de forma simples, economize seu tempo e nunca mais perca um prazo do governo.

Deseja baixar o artigo em PDF?

Descobrir como gerenciar DT-e de forma simples está entre os objetivos de qualquer gerente fiscal. Afinal, acompanhar as comunicações da Prefeitura, Secretaria de Fazenda Estadual e Federal é uma rotina que demanda tempo e está suscetível a falhas.

Apesar de ter sido criada para facilitar a comunicação entre o governo e o contribuinte, o DT-e ainda apresenta desafios para as empresas brasileiras. A partir do credenciamento do contribuinte no sistema, os prazos processuais começam a correr a partir do envio da intimação em formato digital – exigindo que a empresa esteja sempre alerta. Além disso, precisamos considerar que são várias caixas postais para acompanhar.

A boa notícia é que é possível contornar essas dificuldades com o uso da tecnologia. Confira a seguir como gerenciar DT-e de forma simples!

O que é o DT-e?

O Domicílio Tributário Eletrônico (DT-e) é uma plataforma criada pelo governo para servir como canal principal de comunicação entre o contribuinte e as mensagens e cobranças oficiais do governo.

Na prática, o Domicílio Tributário Eletrônico é uma caixa postal disponibilizada em formato digital em que são postadas e armazenadas as correspondências de caráter oficial destinados ao contribuinte. A previsão legal para o DT-e está no Decreto 70.235/72, que trata sobre o processo administrativo fiscal.

A intimação realizada através do DT-e pode ser realizada pelas Prefeituras, Secretarias de Fazenda Estaduais e Federal. Para garantir o sigilo, a identificação, a autenticidade e a integridade das comunicações, o acesso à caixa postal eletrônica é permitida apenas para usuários autorizados e portadores de certificação digital.

Benefícios do DT-e

A adesão ao Domicílio Tributário Eletrônico gera alguns benefícios para as empresas brasileiras:

  • Acesso a vários serviços que antes exigiam o deslocamento até a repartição pública;
  • Redução no tempo gasto com trâmite de processos administrativos digitais;
  • Economia e celeridade processual;
  • Segurança contra extravio de correspondência;
  • Garantia do sigilo fiscal.

Porém, também é preciso ter atenção com dois pontos importantes em relação ao DT-e:

  • Várias caixas postais para acompanhar. A intimação realizada por meio do DT-e pode ser realizada pelas Prefeituras, Secretarias de Fazenda Estaduais e Federal. Porém, cada uma das esferas usa uma plataforma diferente para comunicação. Portanto, é preciso ficar de olho em diversos portais diferentes.
  • Presunção de conhecimento dos fatos. Após o credenciamento do contribuinte no sistema, os prazos processuais começam a correr a partir do envio da intimação em formato digital – mesmo que o contribuinte não acesse a mensagem e não tenha conhecimento sobre o seu conteúdo. Por isso, é preciso ficar muito atento para não perder os prazos recursais por conta dessa presunção de conhecimento dos fatos.
caixa postal fiscal
Negócio foto criado por dashu83 – br.freepik.com

Como gerenciar DT-e com praticidade?

A variedade de caixas postais para acompanhar e a presunção de conhecimento dos fatos fazem com que as empresas deem uma atenção especial para o gerenciamento do DT-e. Principalmente para quem tem muitos domicílios, estar atualizado com todas as notificações do governo é trabalhoso.

Então, como gerenciar DT-e com praticidade? A resposta está no uso da tecnologia adequada.

Gerenciar o Domicílio Tributário Eletrônico (DT-e) é uma tarefa complexa que obriga as empresas a estarem sempre atentas às notificações do Fisco. Contudo, contar com uma solução de RPA (Automação de Processos Robóticos) fiscal pode eliminar problemas e levar o gerenciamento fiscal a outro patamar de eficiência.

O RPA fiscal traz o grande benefício de centralizar todos os processos. Isso significa que todas as caixas postais são gerenciadas em um único lugar, assegurando um controle mais efetivo das notificações e facilitando o gerenciamento e a visibilidade para a tomada de decisões. Assim, o RPA fiscal se mostra uma ferramenta crucial para aprimorar a gestão do DT-e.

Dootax: a solução para descomplicar o gerenciamento de DT-e

O Dootax Caixa Postal Fiscal é uma solução de automação de Domicílio Tributário Eletrônico que permite que sua empresa gerencie diversos DT-e com organização, agilidade e segurança. Com ela, você consegue centralizar caixas postais federais, estaduais e municipais, simplificando o acesso entre o Fisco e o seu negócio.

Agora que você já sabe como gerenciar DT-e de forma simples, saiba mais sobre o Dootax Caixa Postal Fiscal, a ferramenta para centralizar DTE.

Visited 126 times, 1 visit(s) today

Quer saber como podemos ajudar você na gestão dos DTEs?

Preencha o formulário e converse com nossos especialistas.

1
2

VEJA TAMBÉM

Tempo de leitura: 3 min Você sabia que existe uma solução para acessar DTE em um só lugar? Descubra agora os benefícios do Dootax Caixa Postal Fiscal.

Newsletter

Quer receber os melhores conteúdos fiscais
diretamente no seu e-mail?