Como gerenciar certidões de débito com eficiência?

Por:
3 minutos de leitura
gerenciar certidões de débito

NESTE ARTIGO VOCE VAI VER:

Neste conteúdo você vai conferir algumas dicas para gerenciar certidões de débito sem erros e com agilidade. Confira agora.

Deseja baixar o artigo em PDF?

Gerenciar certidões de débito é uma das atividades desenvolvidas pelo departamento fiscal e tributário nas empresas. Porém, em meio a tantos tributos, obrigações acessórias e outras burocracias do dia a dia, pode ser difícil dar conta de controlar, emitir e consultar CND, não é?

O segredo para evitar complicações está em aprender a gerenciar certidões de débito do jeito certo. Quando isso acontece, esse torna-se um processo mais simples e eficiente – integrando-se facilmente ao restante das atividades e não tomando um tempo desnecessário da equipe.

Mas como é possível colocar isso em prática? Neste artigo vamos conferir algumas dicas para gerenciar certidões de débito do jeito certo. Confira.

O que são as certidões negativas?

via GIPHY

A Certidão Negativa de Débito (CND) é uma velha conhecida dos profissionais que trabalham em rotinas relacionadas às obrigações fiscais e tributárias. Trata-se do documento emitido pelos órgãos do governo com a finalidade de confirmar que não existem pendências em nome de uma pessoa física ou jurídica.

Esse atestado pode incluir pendências de aspectos civil, tributário, fiscal, trabalhista, dentre outros. Com base nesse documento, uma empresa pode comprovar que está atuando em regularidade com as exigências legais – possibilitando a construção de relacionamentos mais transparentes.

Abrir um novo negócio, ser aprovado como fornecedor de empresas multinacionais, participar de uma licitação ou solicitar um empréstimo são algumas das ações que necessitam de certidões negativas para serem realizadas. Por isso, é fundamental gerenciar certidões de débito sem erros, a fim de que sua empresa esteja em dia com o compliance fiscal e não perca oportunidades.

Quais são os principais tipos de certidões de débito?

Antes de entendermos como gerenciar certidões de débito, é preciso lembrar que existem diferentes tipos de Certidão Negativa de Débito Estadual, Federal e Municipal, sendo que cada um deles é utilizado com uma finalidade específica. Na prática, cada órgão pode emitir documentos atestando a inexistência de débitos com finalidades diferentes. Veja quais são os principais tipos de certidões de débito:

  • Ministério da Fazenda. Certidão que atesta se o contribuinte está devendo impostos federais ou não. A certidão negativa de débito tributário para CPF e CNPJ pode ser obtida no site da Receita Federal.
  • Secretárias da Fazenda. Trata-se da certidão negativa referente a débitos tributários estaduais – servindo para atestar a regularidade da situação tributária estadual e municipal.
  • Justiça do trabalho. Certidão que atesta a regularidade da empresa em relação a processos trabalhistas
  • FGTS. Atesta que a empresa não possui pendências em relação ao recolhimento adequado dos direitos dos trabalhadores.
  • Tributos imobiliários. Atesta que os tributos relacionados aos imóveis foram recolhidos corretamente – como o IPTU e a taxa de coleta de lixo.
  • Execuções fiscais. Comprova a ausência de dívidas tributárias junto aos órgãos – podendo ser emitida no período de 10 anos, 20 anos ou mais.
  • Falência e concordata. Atesta a ausência de pedido de inabilidade financeira por parte das empresas – sendo um documento exigido nos processos licitatórios.

Como gerenciar certidões de débito com eficiência?

Conforme acabamos de ver, existem vários tipos de certidões de débito estaduais, federais e municipais que precisam ser gerenciadas para alcançar diferentes finalidades. Mas como garantir um gerenciamento eficiente?

O segredo para gerenciar certidões de débito sem complicação está no uso da tecnologia. Hoje em dia existem soluções de robotização (RPA – Robotic Process Automation) que podem automatizar processos empresariais, trabalhando com a captura, interpretação e processamento de informações utilizadas no dia a dia do negócio. O seu objetivo é eliminar a necessidade de intervenção humana na realização de atividades baseadas em rotinas manuais e repetitivas.

Ou seja, o uso desses robôs permite que o departamento fiscal possa gerenciar certidões de débito automaticamente. Mas os benefícios não param por aí: muitos outros processos podem ser robotizados.

A utilização da robotização de processos na sua empresa pode resultar em diversas vantagens – que refletem diretamente nos resultados alcançados, como a redução de custos, a otimização de tempo e a mitigação de riscos, como a perda de prazos das CNDs. Por isso, o RPA é um verdadeiro aliado para quem quer gerenciar certidões de débito de maneira produtiva e descomplicada.

gerenciar certidões de débito
Imagem de William Iven por Pixabay

Dootax: a solução para gerenciar certidões de débito

O Dootax Gestão de Certidões é um software RPA que possibilita gerenciar certidões de débito em um só lugar, de forma ágil e confiável. Com ele, sua empresa ganha organização, segurança e nunca mais perde oportunidades de negócios por falta de Certidões Negativas de Débito em dia.

Agora que já sabe como gerenciar certidões de débito com eficiência, o que acha de conhecer mais as vantagens da solução da Dootax? Confira o artigo sobre nosso software de CND.

Visited 316 times, 1 visit(s) today

Quer saber como podemos ajudar você no controle de CND?

Preencha o formulário e converse com nossos especialistas.

1
2

VEJA TAMBÉM

Tempo de leitura: 4 min Com um software de CND, você consegue agilizar suas tarefas fiscais com segurança e eficiência. Descubra como colocar isso em prática.

Newsletter

Quer receber os melhores conteúdos fiscais
diretamente no seu e-mail?