Blog

Como foi o IBS Tech 2019

Tempo de leitura: 3 minutos

No dia 29 de julho aconteceu o IBS Tech. A Dootax, em parceria com a Cescon Barrieu, organizou o evento que abordou o Imposto sobre Operações com Bens e Serviços (IBS), reforma tributária e teve como convidados especiais os diretores do Centro de Cidadania Fiscal (CCiF). O local escolhido foi, mais uma vez, o Cubo Itaú. Importante centro de negócios e empreendedorismo localizado na Vila Olímpia.

Durante o bate-papo foram realizadas palestras sobre a criação do Imposto Sobre Bens e Serviços, a PEC 45/2019, bem como a necessidade de uma reforma tributária para o Brasil.

O IBS TECH contou com a presença de empresas como Amaro, Google, Movile, Big Tires, Intel, HP, EBANX. Telefônica, Endeavor, Creditas, Nubank, Contabilidade Ishihara, agência de marketing digital Dona Comunicação, entre outras.

O IBS TECH contou com a presença de empresas como Amaro, Google, Movile, Big Tires, Intel, HP, EBANX. Telefônica, Endeavor, Creditas, Nubank, Contabilidade Ishihara, agência de marketing digital Dona Comunicação, entre outras.

IBS Tech - Dootax
Eurico Santi, Vanessa Canado e Aldo de Paula Jr – Foto: Bit Click

Palestrantes do IBS Tech

O IBS foi conduzido por 3 palestrantes.

  • Aldo Rabelo: Mestre e Doutor em direito tributário pela PUC-SP e sócio da área tributária do Cescon Barrieu;
  • Eurico Santi: Mestre e Doutor em Direito pela PUC-SP, diretor do CCiF, professor e coordenador do Núcleo de Estudos Fiscais da FGV;
  • Vanessa Canado:  Mestra e Doutora em direito pela PUC-SP, Vanessa é também professora e coordenadora do GEDEC-FGV, além de diretora do CCiF.
IBS Tech - Dootax
Eurico Santi – Foto: Bit Click

PEC 45/2019

Esta proposta de emenda constitucional, apresentada à câmara pelo deputado Baleia Rossi (MDB-SP), foi desenvolvida pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF), um think tank independente que tem o objetivo de contribuir para a simplificação do sistema tributário do nosso país.

Durante a conversa, os palestrantes explicaram sobre os problemas do atual sistema brasileiro, que possui altas cargas tributárias e exclui o poder de participação do cidadão (pessoas físicas).

Basicamente, a PEC 45 tem proposta de exclusão de 5 tributos brasileiros: imposto sobre serviços de qualquer natureza (ISS), imposto sobre produtos industrializados (IPI), imposto sobre operações relativas à circulação de mercadorias e sobre prestações de serviços de transporte interestadual e intermunicipal e de comunicação (ICMS) e contribuição para o Programa de Integração Social e contribuição para o financiamento da seguridade social (PIS e COFINS).

E também a criação de um Imposto Sobre Operações com Bens e Serviços (IBS). Além disso, a PEC 45/2019 visa promover o empoderamento do contribuinte, ou seja, fazer com que as pessoas físicas discutam carga tributária e criar um ambiente de negócios para as empresas.

IBS Tech - Dootax
Aldo de Paula Jr – Foto: Bit Click

“O IBS vai trazer uma possibilidade de abertura para utilização de novas tecnologias ou de novos processos produtivos.” – Aldo de Paula Jr

IBS e o modelo IVA

O IBS tem como base de modelo o imposto sobre valor adicionado, também conhecido como IVA. Durante o bate-papo, foi explicado que o IVA já é adotado com êxito em países desenvolvidos e emergentes e nada indica que ele não funcionaria em nosso país.

As principais características do IBS, nos moldes do IVA são:

  • Incidência sobre tudo o que é consumido: isonômico para as pessoas e neutro para as empresas;
  • Totalmente não cumulativo;
  • Alíquota uniforme, evitando custos desnecessários com classificação de bens ou serviços em alíquotas maiores ou menores;
  • Sem incentivos fiscais.
IBS Tech - Dootax
Luis Pessoto, Eurico Santi, Vanessa Canado, Aldo de Paula Jr, Yvon Gaillard e Thiago Souza – Foto: Bit Click

Encerramento do IBS Tech

Ao final das apresentações convidados e equipe confraternizaram e trocaram ideias. O IBS Tech desmitificou dúvidas e esclareceu pontos importantes sobre a reforma tributária e a importância dela para simplificar o sistema tributário brasileiro.

Confira também:

Baixe aqui as apresentações

Vídeo Completo

Galeria de Fotos

IBS Tech 2019
(Visited 65 times, 2 visits today)
Compartilhe
Sobre o autor

Thiago Souza

Deixe uma resposta

Posts relacionados

Benefícios da escrituração fiscal
Benefícios da escrituração fiscal

A escrituração fiscal permite o controle do patrimônio e das finanças de uma organização. Conheça agora todos os benefícios.

Impostos Estaduais e o que pode mudar com a reforma?
Impostos Estaduais e o que pode mudar com a reforma?

Entenda quais seriam as mudanças causadas pela reforma tributária nos impostos estaduais.

ICMS-ST também não integra a base de PIS e COFINS
ICMS-ST também não integra a base de PIS e COFINS

De acordo com o entendimento do juiz Ricardo Nüske, da 13ª Vara Federal de Porto Alegre, o ICMS-ST não integra o patrimônio do contribuinte e por isso não pode ser incluído na base do PIS e da COFINS. Já explicamos anteriormente em detalhes o ICMS-ST, onde a responsabilidade de recolhimento do imposto devido é de […]

Escritórios