3 minutos de leitura

Como emitir GNRE?

Por:
Neste artigo vamos esclarecer como emitir GNRE de duas maneiras: da forma manual tradicional e com o uso de uma solução digital para automação do processo. Confira!
como emitir gnre

Você já sabe como emitir GNRE? Esse é um processo bastante conhecido dos profissionais do departamento fiscal, mas será que você consegue executá-lo com o máximo de eficiência?

No mundo digital em que vivemos, é sempre inteligente buscar as formas mais práticas para realizar tarefas do dia a dia. Afinal de contas, a automação está cada vez mais presente no fluxo de trabalho das organizações – e com o departamento fiscal isso não é diferente.

Neste artigo vamos esclarecer como emitir GNRE de duas maneiras: da forma manual tradicional e com o uso de uma solução digital para automação do processo. Confira!

Emitir GNRE
guia nacional de recolhimento de tributos estaduais

Quem precisa emitir GNRE?

Antes de falarmos sobre como emitir GNRE, é importante esclarecer quem são as empresas que precisam fazer a emissão desse documento.

A Guia Nacional de Recolhimento de Tributos Estaduais (GNRE) é o documento utilizado pelos contribuintes nas operações de vendas interestaduais sujeitas à substituição tributária e demais impostos devidos ao Estado e recolhidos em outra unidade da federação.

Por conta disso, as empresas que precisam emitir a GNRE são aquelas que efetuam a venda de mercadorias com destino a outros estados ou prestações de serviços de transporte interestadual.

Como emitir GNRE?

Afinal, como emitir GNRE?

Essa é uma pergunta que possui duas respostas diferentes conforme o procedimento utilizado. É possível fazer a emissão manual no site do SEFAZ ou, então, usar uma solução digital para emissão automática da GNRE.

Portanto, vamos compreender melhor como funcionam essas duas formas de emissão:

Como emitir GNRE manualmente?

O procedimento para emitir GNRE manualmente não é difícil, porém possui várias etapas – o que pode gerar uma lentidão nesse processo e aumentar as chances de erros. Veja quais são os passos que devem ser seguidos:

  1. Gerar a Nota Fiscal Eletrônica referente à operação
  2. Imprimir duas vias da Nota Fiscal
  3. Checar a tabela de alíquotas de ICMS – observando os estados envolvidos na transação
  4. Calcular a diferença entre a alíquota interna e alíquota do estado destino
  5. Entrar no site do SEFAZ e emitir guia para pagamento que vai para o estado do cliente
  6. Imprimir guia GNRE
  7. Pagar a guia GNRE
  8. Imprimir o comprovante de pagamento
  9. Juntar a Nota Fiscal, a GNRE paga e o comprovante de pagamento ao produto
  10. Enviar o produto ao cliente

Também é importante destacar quais são os processos necessários para emissão da guia de pagamento (passos 5 e 6):

  • Entre no Portal GNRE
  • Clique na seção “Gerar Guia”, na página inicial
  • Preencha de todas informações – que incluem UF favorecida, tipo de GNRE, informações de contribuinte, receita, valores, data de vencimento e data de pagamento
  • Clique em “Validar”
  • Caso alguma informação esteja incorreta, o sistema gera uma mensagem de alerta. Nesse caso, clique em “Cancelar”
  • Quando as informações foram validadas, clique em “Emitir” ou “Baixar PDF”
  • Faça impressão da guia para o pagamento

Como emitir GNRE automaticamente?

Todos os passos para emitir GNRE que acabamos de ver podem ser facilmente executados por um profissional do departamento fiscal. Porém, requer bastante tempo e atenção constante para que nenhum detalhe passe despercebido. Afinal, basta um erro de digitação para gerar erros no recolhimento adequado do ICMS.

Mas, então, como emitir GNRE mais rápido e com eficiência? A resposta está na automação desse processo!

Para isso, você precisa apenas de um software de automação. Com o Dootax Pagamento de Tributos você pode fazer a emissão e o pagamento das suas guias tributárias de modo totalmente automático – gerando um salto de produtividade no departamento fiscal.

O Dootax Pagamento de Tributos funciona de uma forma muito simples para solucionar os seus problemas:

  • Integração. O usuário envia para a Dootax os arquivos JSON ou o XML da NFe/CTe. Esse envio pode ser feito através de FTP/(s)FTP, de API ou em um upload manual.
  • RPA Fiscal. O Dootax Pagamento de Tributos acessa os sites responsáveis pela emissão de cada guia e realiza o preenchimento de formulários e informações de maneira automática.
  • Pagamento. A Dootax faz a integração com qualquer banco através de arquivos CNABs para transmissão ou para o ERP do cliente.

Com isso, você pode aproveitar vários benefícios importantes:

  • Otimização dos processos e aumento da produtividade.
  • Redução de custos.
  • Eliminação de tarefas repetitivas e possíveis erros.

Você já sabia como emitir GNRE? Está preparado para gerar a GNRE automática e simplificar o trabalho no seu departamento fiscal? Então agende uma demonstração do Dootax Pagamento de Tributos!

(Visited 1.812 times, 6 visits today)

Compartilhe:

Quer saber tudo sobre otimizar sua rotina fiscal?

Conteúdos que podem te ajudar:

2 respostas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Logo - Dootax | Topo
Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors
Filter by Categories
Automação Fiscal
Compliance
Destaque
Gestão fiscal
Novidades da Dootax
Tributação